Notícias

25/01/2017

Aplicativo CigBreak utiliza jogo como estratégia contra o tabagismo

O aplicativo CigBreak, disponível para Android, une técnicas de mudanças de comportamento e autocontrole para ajudar o fumante a largar o cigarro.

As terapias que incentivam mudanças comportamentais têm sido o carro-chefe de tratamentos anti-tabagismo. A ideia é substituir os hábitos nocivos por outros mais saudáveis. Se você fuma sempre que acorda, por exemplo, pode tomar dois copos de água em vez de acender um cigarro.

Entretanto, acabar com o vício é uma tarefa difícil, que exige observação sobre os impulsos, autodomínio e, muitas vezes, acompanhamento médico. Sendo assim, é muito interessante conhecer terapias alternativas que podem auxiliar o fumante.

O aplicativo gratuito CigBreak, desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Queen Mary University of London e Kingston University, no Reino Unido, é usado no sistema de saúde pública de Londres como parte de terapias para combater o tabagismo.

O programa possui 37 técnicas que incentivam o fumante a perceber os hábitos e circunstâncias que o levam a fumar. Para lidar com o autocontrole e a persistência exigida para a transição, os pesquisadores transformaram o app em um jogo.

O CigBreak também serve de calculadora para saber quanto os ex-fumantes estão economizando quando deixam de comprar cigarro.

A ideia do app vem de um estudo prévio da equipe, que liderou uma pesquisa recente sobre apps de saúde que usam técnicas de mudança de comportamento publicada no British Medical Journal. Eles descobriram que poucos deles utilizavam estratégias de jogo e decidiram investir na ideia para analisar a eficácia da técnica.

“Quando você está tentando parar de fumar você não tem um feedback instantâneo. Sua saúde melhora, mas de alguma forma o efeito é mais positivo quando alguém te disser que você é um vencedor”, diz Hope Calton, professora da Kingston University.

Em nota sobre o app, o professor Robert Walton (QMUL) explica que o forte desejo que antecede o cigarro dura alguns minutos e, nesse momento, o usuário pode pegar o jogo para lidar com o impulso.