CENTRAL DE MARCAÇÃO

4009-0061

Resultado de Exames

Fala Doutor

Fique por dentro de tudo!

Testes Genéticos

Dr. Raphael Torquato

Dr. Raphael Torquato

Oncologista Clínico – CRM 4698

São exames feitos para descobrir se você possui genes anormais e se precisa tomar medidas especiais para se proteger contra o câncer.
Este artigo trata de mutações que aumentam especificamente o risco de câncer de mama e ovário.

Quais os genes que afetam o risco de uma pessoa ter câncer de mama e de ovário?
Os mais freqüentes são chamados BRCA1 e BRCA2, mas outros genes que aumentam o risco de câncer de mama(com ou sem aumento no risco de câncer de ovário) já estão sendo estudados.

Quando devo fazer um teste genético para câncer de mama e de ovário ?
- Se tiver 2 ou mais parentes próximos com câncer de mama ou de ovário (mãe, irmã ou filha), podendo incluir homens (pai, irmão ou filho) com câncer de mama, especialmente se 1 ou mais familiares tiveram diagnóstico de câncer antes de completar 50 anos.
- Se um familiar próximo tiver mais de um câncer, como câncer em ambos os seios ou câncer na mama e no ovário.
- Se familiares de diferentes gerações tiverem câncer de mama ou de ovário. (Por exemplo, sua avó, mãe e irmã, todos com câncer).

E se eu testar positivo para uma mutação genética?
Se você testar positivo para qualquer mutação genética que possa aumentar seu risco de câncer, tente manter a calma; pergunte ao seu médico o que seus resultados significam para você; informe a sua família sobre os resultados. Isso pode afetar a sua saúde, bem como a deles. Alguns membros da família também podem querer testar.

Como posso diminuir as chances de um eventual diagnóstico de câncer?
Realizando com maior freqüência a prevenção ontológica (screening) para câncer de mama e ovário, assim aumentará as chances de um diagnóstico mais precoce, aumentando a chance de tratamento curativo.

- Ter seus seios e ovários removidos. Para diminuir o risco de câncer de ovário tanto quanto possível, os especialistas sugerem que os ovários sejam removidos assim que tiverem filhos e aos 40 anos se você tiver uma mutação BRCA1.
- Tomar medicamentos que ajudam a prevenir o câncer
- Combinando algumas ou todas essas escolhas

O meu convênio cobre testes genéticos?
No Brasil, a maioria não cobre regularmente a maior parte dos custos. Seu médico pode precisar escrever uma carta ao convênio médico para explicar por que você precisa dos testes.


>Antes de testar, fale com um médico onco-geneticista, geneticista clínico ou oncologista clínico com experiência em onco-genética. Eles poderão ajudá-lo a entender o que os resultados, do teste, podem significar para você e sua família (os resultados nem sempre são claros), quais os custos que podem estar envolvidos com o teste, além de ajudá-lo a lidar com seus sentimentos em relação a estar em risco de câncer.